Ir para o site...

CURSO DE TEOLOGIA GRÁTIS COM CERTIFICADO GRÁTIS

O que é A Doutrina do Arrependimento

Capa

“…Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.” (Mat. 9:13)
1 – O Significado Do Arrependimento
A. A origem da palavra do Grego.
O verbo que dá origem a palavra, em grego, é METANOEO, e é definido assim:
1. ” !Se arrepender? , incluindo as idéias de reflexão, contemplação, e mudança de mente, pensamento, por exemplo, do julgamento e do sentimento, sobre aspectos morais, com referência particular ao caráter e conduta do próprio penitente.” 1
2. “O verbo !METANOEO? não deve restringir-se apenas à mera tristeza pelo pecado ! o arrependimento no sentido de contrição; mas implica uma mudança de pontos de vista, de pensamento e de propósito, e uma conseqüente mudança da predisposição – arrependimento no sentido de conversão.” 2
3. ” !mudar de idéia? por exemplo, !arrepender-se?…, de ter ofendido alguém…” 3
4. “O arrependimento causa uma mudança na mente … O arrependimento causa uma mudança nas afeições … O arrependimento opera uma mudança na vida.” 4
A. EXPLANAÇÕES COMPLEMENTARES
1. A Tristeza não é arrependimento. Muitos líderes religiosos dizem ao seus seguidores que tristeza é arrependimento, mas não é!
Paulo diz que “a tristeza segundo Deus opera arrependimento” (2 Cor. 7:10), por exemplo, a tristeza, segundo Deus, “opera” ou “produz” arrependimento, mas não é arrependimento!
2. O terror judicial na consciência não é arrependimento. Muitos indivíduos, os quais foram apavorados pela exposição verdadeira de um julgamento pessoal e eterno, têm, mesmo assim, continuado no pecado e na rebeldia, tanto pela continuidade na sua auto justiça quanto pela rebeldia aberta.
Especialmente, esta é a verdade no caso dos pecadores no seu leito de morte. Eles viveram suas vidas na rebelião contra o Deus do Céu, mas o pensamento do: ” temor de algo aterrorizante após a morte, aquele temor do julgamento eterno que deverá passar sobre todos … O prospecto de responder pelas ações” 5 os causa muito terror de consciência, mas isto é muito distante do arrependimento.
3. Deixar de lado alguns pecados grosseiros não é arrependimento. Os Fariseus dos dias de Jesus não viveram abertamente contra a lei moral, mas seus corações foram corruptos.
Note o julgamento de Jesus contra eles: “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia.” 6
4. A penitência não é arrependimento. A definição desta palavra dará condições a determinar que penitência não é arrependimento. “O sofrimento, a labuta ou a dor que alguém voluntariamente se sujeita, ou ao qual é imposta pela autoridade como punição de suas faltas, ou como uma expressão de penitência; tais como: o jejum, flagelação, acorrentamento, etc. “A !penitência? é um dos sete sacramentos da Igreja Romana.” 7

CURSO DE TEOLOGIA GRÁTIS COM CERTIFICADO TAMBÉM GRÁTIS - lIGUE: 1141716380

Nossas Redes Sociais

Em breve começaremos a postar conteúdo em nossas redes sociais. Siga-nos e aguarde.

Atenção! Estamos em FASE DE TESTE, algumas funcionalidades ainda estão sendo desenvolvidas e as disciplinas ainda estão sendo organizadas e divididas em lições e aulas. Se você quiser nos ajudar, clique aqui (ou se tiver whatsapp, clique aqui) e envie o seu feedback sobre como podemos construir o melhor curso de Teologia GRATUITO do Brasil. Obrigado!